História

História do Município de Afonso Cláudio

 

 

No início do século XIX, o engenheiro Frederico Wilmer, andou pela região que mais tarde se tornaria o município de Afonso Cláudio, para procurar ouro. Encontrou-o na Lagoa, na então fazenda Santo Antônio do Alto Guandu, pertencente na época a Antônio de Souza Barros, onde hoje se localiza o jardim público do município de Afonso Cláudio.

 

Prosseguindo em sua busca, foi até Antônio de Souza Barros, que se impressionou com a descrição das terras férteis encontradas por lá. Por isso, em 1876, Souza Barros foi até as margens do rio Guandu, atual distrito de Boa Sorte.

 

Entretanto, no final de 1883, algumas famílias que moravam nas margens da Lagoa mudaram-se para outro local. Dentre essas famílias, estavam as de Inácio Gonçalves Lamas, Jorge Guilherme Gomes, Coimbra de Oliveira e outros.

 

Porém, essas famílias logo se transferiram para onde hoje se localiza a parte norte da cidade, e onde, em 1885, foram construídas as primeiras casas do local. Batizado inicialmente de São Sebastião do Alto Guandu, o povoado, antes formado em sua maioria por índios, progrediu rapidamente até 20 de novembro de 1890, quando foi criado o município, ainda pequeno, de Afonso Cláudio, nome do republicano primeiro governador do Estado.

 

Naquela época, os índios botocudos eram os principais habitantes da região. Além deles, desbravadores ainda buscavam ouro enquanto outras famílias, como a de Sabino Coimbra de Oliveira, se estabeleciam às margens do córrego Três Pontões, onde construíam casebres e desenvolviam plantações. Em determinadas ocasiões, era o Rio Guandu que supria a necessidade dos moradores, mas o vilarejo não prosperou devido a uma grande seca.

 

Os moradores saíram então em busca de outra vila e o atual vilarejo passou a ser chamado de "Arrependido". Nessa época, as primeiras casas começaram a surgir nas imediações da atual Av. Ramiro de Barros, no centro da cidade. Os primeiros habitantes do município vieram dos estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro. Afonso Cláudio chegou a pertencer a outros municípios: Cachoeiro de Itapemirim, Serra e Santa Leopoldina. Este último apenas até 1891, quando o crescimento do município ainda era contido.

 

Atualmente, Afonso Cláudio possui aproximadamente 31 mil habitantes, em sua maioria de origem italiana. Além disso, o município já foi considerado o maior da região em extensão, quando abrangia outros municípios, como Brejetuba, Laranja da Terra e Itarana.

 

Curiosidades:

 

Os italianos chegaram à região em sua maioria por volta de 1860, quando a cidade já estava fundada e já tinha destaque. Logo depois, mais italianos foram para o município de Venda Nova onde fundaram a mesma. 

 

O Hino de Afonso Cláudio tem a letra escrita por dona Diana Gomes Weirich.

 

Além dos italianos, Afonso Cláudio abrigou vários pomeranos e alemães do estado que vieram de Domingos Martins e Santa Maria de Jetibá.